Aquecedores a Óleo - Vantagens

As principais vantagens de um aquecedor a óleo são a sua segurança e operação silenciosa. São considerados mais seguros que os aquecedores eléctricos com a resistência visível, pois estes últimos além de trabalharem a temperaturas bastante mais elevadas, apresentam sempre o risco de contacto com a resistência, o que é bastante perigoso. Um aquecedor a óleo apresenta uma temperatura de contacto muito inferior e é por isso mais seguro.

Devido a não haver combustão, podem ser usados em quartos fechados, sem problemas. Ao contrário de sistemas como lareiras, ou salamandras, em que existe a combustão de lenha ou outro material, nos aquecedores a óleo não há chama, pelo que não há consumo de oxigénio, nem libertação de CO2 ou outras substâncias, potencialmente nocivas.

Existem até, aquecedores a óleo, como na figura, providos de um suporte para colocar peças de roupa que desejemos secar, servindo assim também como secadores de roupa. Existem diferentes tipos de tecidos e algumas fibras sintéticas têm um ponto de ignição bastante baixo, pelo que não se devem deixar sobre o aquecedor sem supervisão.

Outra vantagem é que são fácilmente transportados de um local para outro, ou arrumados durante o verâo até serem novamente necessários. A grande maioria dos aquecedores a óleo têm uma base com rodas para poderem ser transportados de uma sala para outra.

Os modelos mais modernos dispoem de um temporizador que permite controlar as horas de funcionamento. Essa característica permite-nos, por exemplo, começar a aquecer um quarto antes de nos irmos deitar, ou até começar a aquecer a casa 10 minutos antes da hora a que normalmente chegamos. A hora de desligar também pode ser configurada, permitindo-nos por exemplo, desligar automaticamente o aquecedor à hora que normalmente saímos para o emprego. Evita-se assim, o desperdício de estar a aquecer a casa sem necessidade.

Mecanismos de Segurança

Hoje em dia, devido à regulamentação em vigor, existem várias normas de segurança que no caso dos aquecedores a óleo, obrigam a garantir a estanquicidade do reservatório metálico, para prevenir eventuais derrames. Os aquecedores têm de resistir a choques e a tombos, sem quebrar a estanquicidade. Isso garante que no caso de um acidente "normal", como um tombo do aquecedor, o óleo não é derramado para o exterior

Os aquecedores a óleo modernos estão todos providos de um termostato que mede a temperatura do óleo. No painel de controlo pode-se regular essa temperatura, e o termostato serve para ligar e desligar o sistema eléctrico de forma a manter a temperatura do óleo dentro do intervalo programado. Esse mesmo termostato também é usado como mecanismo de salvaguarda. Caso a temperatura do óleo aumente demasiado, a energia é cortada para garantir a segurança do aparelho.

O óleo é um material isolante, pelo que a parte eléctrica do aparelho está isolada electricamente do metal exterior. No entanto, como com qualquer aparelho eléctrico, recomendam-se alguns cuidados básicos na sua operação. Se houver sinais de desgaste no ficha eléctrica, ou no cabo, deve providenciar a sua reparação antes de voltar a usar o aquecedor a óleo. Por esse mesmo motivo não deve puxar o aquecedor pelo cabo eléctrico, pois pode causar desgaste no mesmo e potenciar um eventual curto-circuito. Idealmente deve ligar o seu aquecedor a óleo numa tomada com ligação à terra.

[Início]